Quinta Dona Matilde lança um branco do Douro para romper paradigmas

DONA MATILDE VINHO
Dona Matilde lançou primeiro Reserva branco no restaurante Lumni, Lisboa © Luisa Ferreira

Dona Matilde é uma quinta clássica do Douro, do vinho do Porto e dos tintos. Agora tem também um novo branco de qualidade superior, a confirmar que o paradigma da região caiu por terra – apesar de ser quente, o Douro é capaz de produzir brancos com frescura e acidez surpreendentes. Mesmo a baixa altitude.

O ano vitivinícola de 2016 revelou-se capaz de um novo branco Reserva Dona Matilde e a equipa decidiu que era tempo de alargar o portefólio desta quinta tradicional do Douro. O processo começou, portanto, na vindima e na escolha das melhores uvas dos lotes de branco da propriedade, de vinhas velhas localizadas a quotas mais baixas e também de vinhas mais recentes e com outras altitudes, de modo a conseguir-se a frescura e acidez adequadas a um vinho equilibrado e elegante.

 

 

 

A aposta numa nova referência de branco é ainda uma resposta à tendência do mercado e ao aumento de procura de vinhos brancos que proporcionem novas experiências. “Tudo o que se disse até agora deixa de fazer sentido. O paradigma de que a região do Douro é muito quente para brancos caiu por terra”, comenta o enólogo da Quinta Dona Matilde, João Pissarra. Melhor tecnologia e mais conhecimento veio permitir afinar processos, quer ao nível da enologia, quer da viticultura, explica o enólogo, contribuindo para que condições menos favoráveis à partida resultem em novos vinhos brancos do Douro, estruturados e capazes de evoluir bem.

Uma intervenção mais atenta e precisa do enólogo não anula, no entanto, o respeito pelo legado do terroir, conclui João Pissarra: “A qualidade das uvas continua a ter uma importância fulcral. O toque de vinificação diferente daquele a que estamos habituados apenas procura valorizar alguns dos componentes, como sejam os aromas secundários e terciários”.

Produzido a partir de castas tradicionais da região utilizadas para o vinho do Porto (Arinto, Viosinho, Gouveio e Rabigato), o Reserva Dona Matilde branco é um vinho estruturado, com fermentação e estágio em barricas de madeira de 300 litros. É um branco mais untuoso, exuberante no nariz e final com boa acidez.

No total, foram produzidas apenas 1333 garrafas, numeradas, correspondentes exatamente a mil litros de vinho, que serão comercializadas em lojas da especialidade com PVP de 20 euros.

Família Barros 90 anos fieis aos Douro

 A Quinta Dona Matilde celebra este ano 10 anos da marca e 90 anos nas mãos da família Barros, dois ciclos do percurso centenário desta família no sector vínico da região que serviu de mote a uma recente prova vertical do melhor que a quinta editou na última década.

Apenas produzidos nos melhores anos (2007, 2008, 2011, 2013), os tintos Reserva Dona Matilde reflectem o estilo da casa, que traduz o terroir, de quinta de baixa altitude, com proximidade ao rio Douro e sujeita a grande stress estival. Destas condições resultam vinhos de aromas complexos, concentrados e com uma longevidade capaz de nos oferecer surpresas aromáticas.

Embora evitando excesso de madeira, com os anos de envelhecimento lento e oxidativo, em tanoarias de várias proveniências, os tintos reserva Dona Matilde expressam-se com heterogeneidade, ganham em cada ano um contributo diferente, seja um aroma mais a compota, um abaunilhado que se destaca ou uma nota a tosta mais marcada.

Para além dos DOC Douro Reserva branco e tinto, o portefólio da quinta inclui ainda Dona Matilde tinto e branco, o Fartote, vinho tinto de entrada de gama, e vinhos do Porto de qualidade superior, Colheita e Vintage.

Projeto de gerações

A quinta Dona Matilde está entre as mais antigas propriedades da região do Douro, integrando a primeira demarcação ordenada pelo Marquês de Pombal em 1756. Ainda hoje toda a vinha da quinta – um total de 28 hectares – tem letra A, a mais alta classificação das vinhas para a produção de vinho do Porto.

Para além de vinhas velhas com idades entre 60 e 80 anos e outras mais recentes, plantadas há cerca de 20 anos, a Quinta Dona Matilde possui olival, hortas e árvores de fruto e uma ampla área ocupada por terrenos incultos, de vegetação natural, na qual se incluem os chamados mortórios, que constituem importantes habitats de preservação da biodiversidade. No total, a propriedade tem 93 hectares.

Adquirida por Manoel Moreira de Barros em 1927, a Quinta Dona Matilde acabou por regressar à família, pouco depois do grupo Barros ter sido vendido em Maio de 2006 ao grupo internacional Sogevinus. No rescaldo do processo, seis meses após a venda do Grupo Barros, Manuel Ângelo Barros, neto do fundador e administrador do grupo familiar durante 30 anos, comprou a quinta, mantendo a ligação ao Douro.

Contando com o envolvimento do filho mais novo, Filipe Barros, na direção de marketing e vendas, Manuel Ângelo assumiu a direção geral do projeto. A equipa Dona Matilde conta ainda com João Pissarra na enologia e José Carlos Oliveira na viticultura.

Vinhos em prova

Dona Matilde branco 2016 (8 euros) –  Castas Arinto, Viosinho, Rabigato
e Gouveio. Vinificado em inox. Na boca tem muita estrutura e uma certa untuosidade e, ao mesmo tempo, uma acidez natural equilibrada o que lhe dá muita frescura e um final longo e persistente. Teor alcoólico: 13,5%; Açucar total 0,6 gr/l; Extrato seco: 23,2 gr/l; Acidez total: 4,6 gr/l

Dona Matilde Reserva branco 2016 (20 euros) – Castas Arinto, Viosinho, Rabigato
e Gouveio. Fermentado e estagiado em barricas de 300 litros. No nariz começa por
se imporem as notas tropicais envoltas em aromas tostados e fumados, terminando com notas de erva cidreira e buxo. Na boca nota-se uma boa estrutura, equilibrada e elegante. Boa acidez, muita frescura, no final que é longo e firme aparecem notas tostadas provenientes da madeira. Teor alcoólico: 13,5%; Açucar total 0,6 gr/l; Extrato seco: 24,2 gr/l; Acidez total: 4,9 gr/l

DONA MATILDE VINHO
A equipa: José Carlos Oliveira, Filipe Barros, Manuel Ângelo Barros e João Pissarra

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s