Adega Coop. da Vidigueira homenageia Vasco da Gama com o vinho tinto 1498

É uma série absolutamente limitada a 1498 garrafas o deste vinho tinto que a Adega Cooperativa da Vidigueira, Cuba e Alvito (ACVCA) lançou no início deste mês de Junho para homenagear Vasco da Gama e a data da sua chegada à Índia, na primeira viagem que o navegador fez para estabelecer a rota marítima entre a Europa e o Oriente.

A festa de lançamento teve lugar no Convento das Relíquias, edifício inserido no perímetro da Quinta do Carmo em Vidigueira, em cuja igreja o célebre navegador esteve sepultado.

Este vinho tinto que a ACVCA decidiu produzir, teve um longo período de amadurecimento e gestação desde a ideia inicial, que começou já há uns anos1498nobackground. Será o topo de gama de todos os vinhos da Adega, terá (como referimos) uma edição limitada e será vendido dentro de uma mini arca de madeira de nogueira polida. Cada conjunto custará 90 euros.

«Quisemos fazer uma embalagem especial, para um vinho deveras especial, que conquistará uma franja de amantes de um produto único e inimitável. Será de facto um vinho para verdadeiros apreciadores também eles pessoas muito especiais», diz com indisfarçável orgulho, José Miguel d’Almeida, o presidente da Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito.

“Fazer este vinho foi uma aventura inebriante», confessou o engº Luís Morgado Leão, o enólogo responsável.

A adega abre a possibilidade de coleccionadores ou simples interessados poderem desde já fazer a reserva de certas garrafas numeradas, ficando assim com a possibilidade de escolher certos números, que signifiquem datas, referências ou momentos especiais para si, ou até ofertas para algum familiar ou pessoas dos seus contactos.

Os interessados deverão formalizar os pedidos através do email info@adegavidigueira.pt , fornecendo também a indicação do nome que deverá ser gravado no certificado de posse que acompanhará cada garrafa.

Vasco da Gama, que é o patrono da ACVCA, recebeu como presente o título de Conde de Vidigueira por parte do rei D. Manuel I, após ter chegado a Calecute na Índia em 21 de Maio de 1498. Falecido em Cochim, a 24 de dezembro de 1524, seria sepultado a seu pedido no Convento das Relíquias em Vidigueira em 1539.

Sobre a Adega Cooperativa de Vidigueira Cuba e Alvito

A Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito foi fundada em 1960 e iniciou a sua atividade em 1963, mas a sua cronologia vai muito para além dos seus 58 anos de existência.

As suas raízes entrelaçam-se com a história da própria vila, e com Vasco da Gama – o Conde de Vidigueira, a quem D. Jaime, Duque de Bragança cedeu a vila em 1519. Assim surgiram as primeiras ligações da Vidigueira com a família dos Gama.

Quase 60 anos depois de ser fundada, a Adega pretende cumprir a promessa de descoberta e afirmação da região da Vidigueira tão vincada pela cultura do vinho, numa viagem que aproxima a Adega e a sua vila a Vasco da Gama e a conquistas de outros tempos.

1498nobackground

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s