Vindima Aberta em Ponte da Barca

A Adega Ponte da Barca e Arcos de Valdevez, orgulhosamente cooperativa e ciente do papel social e económico que desempenha nesta região, promoveu no dia 16 de setembro, uma Vindima aberta à comunidade. O principal objetivo foi incentivar a partilha de experiências entre as gerações, promover a inclusão social e o envolvimento da comunidade com o património natural, através do contacto com a natureza: da vindima à vinificação das uvas!

Para além do convite geral à comunidade local, estiveram presentes nas vinhas dos associados e nas instalações da Adega cerca de 50 crianças do infantário da Santa Casa da Misericórdia de Ponte da Barca, dois grupos de aproximadamente 25 pessoas portadoras de deficiência que frequentam a APPACDM e um grupo de 10 idosos do lar da Santa Casa da Misericórdia de Ponte da Barca.

O dia de “vindima aberta” pretendeu enaltecer a importância do vinho enquanto atividade económica, ambiental e cultural, que transporta a ancestralidade do trabalho no campo até à modernidade das adegas de hoje, patentes na sofisticação tecnológica das práticas de viticultura e enologia. A Adega efetuou recentemente investimentos na ordem dos 2.5 milhões de euros em novos equipamentos com tecnologia de ponta com o fim de apresentar ao mercado vinhos genuínos e sofisticados.

A equipa técnica da Adega recebeu os participantes para um percurso lúdico e pedagógico pelas vinhas, onde se exploraram os diferentes tipos de solo, clima e castas. O contacto com a terra pretende alertar para as questões da sustentabilidade, nomeadamente as preocupações com práticas de viticultura que permitam uma utilização mais eficiente dos recursos, como a água, a redução da utilização de fitoquímicos e a proteção dos solos contra erosão e compactação. Nestas visitas foram salientados os rituais associados à apanha da uva, as tradições dos processos de vinificação, as características únicas do Vinho Verde a evolução incrível dos perfis de vinho que se têm desenvolvido graças à investigação científica e inovação.

Durante a visita à Adega, os convidados foram ver a recepção da uva em tonéis antigos, transportadas pelos viticultores que protagonizam a vindima, atividade que mobiliza milhares de famílias da Região dos Vinhos Verdes. O percurso previa a passagem por 3 pontos pedagógicos: a avaliação do açúcar / álcool provável das uvas, a prova do sumo das uvas acabadas de esmagar e a visualização dos mostos em vinificação, Durante o trajeto ia sendo explicado o processo de fermentação, transformação bioquímica fascinante que decorre durante a vinificação e leva ao tão conhecido Vinho Verde.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s