Novo Rosé da Lavradores de Feitoria já está no mercado

Depois do branco lançado em Maio a Lavradores de Feitoria fez agora chegar ao mercado o rosé 2017. A base deste vinho (cerca de 70% é de Touriga Franca) e os restantes 30% são de castas variadas é um lote que Paulo Ruão, o enólogo chefe da Feitoria, tem vindo a afinar, desde que em 2012 lançou um extreme de Touriga Nacional.

É um rosé bastante floral, mas com igual presença de fruta fresca, como toranja, com nuances de morango. O que se sente no nariz é o mesmo que na boca. É um vinho leve e fresco, muito agradável de se beber como aperitivo, mas que também não fica completamente fora de jogo a acompanhar comidas de Verão leves.

Tem 12,5% de álcool e custa 4 euros.

Lavradores de Feitoria rosé SA Pequena


Lavradores de Feitoria renova imagem da gama Três Bagos

Lavradores de Feitoria decidiu refrescar a imagem da sua gama de vinhos mais conhecida, a Três Bagos.  Esta é a terceira fatiota gama, sendo que na segunda a alteração se ficou, fundamentalmente pela inclusão do novo logótipo da Lavradores de Feitoria.  A estreia do novo rótulo coube ao Três Bagos Reserva tinto 2015, precisamente a terceira colheita desta referência. A caminho vem já o Três Bagos Grande Escolha tinto 2014.

A criação dos novos rótulos esteve a cargo da M&A Creative Agency  (a mesma empresa que desenvolveu a nova identidade institucional da Lavradores de Feitoria). Agora os bagos contêm a representação gráfica dos socalcos (ou se preferirmos, as curvas de nível) tão característicos do Douro Vinhateiro.

Para além da gama Três Bagos, o catálogo da empresa possui a homónima Lavradores de Feitoria, Meruge, Quinta da Costa das Aguaneiras, Cheda e Gadiva.

O Três Bagos Reserva tinto 2015 é feito a partir das castas Tinta Roriz (40%), Touriga Nacional (25%) e Touriga Franca (35%) de vinhas com mais de 30 anos. Fermentou em inox, seguindo-se o estágio metade em inox e metade em barrica (50% nova e 50% de segundo ano).

Vinho de um vermelho vivo, muito frutado no aroma (ameixa, amora). No seu conjunto é equilibrado, com a madeira muito bem casada, boa estrutura de boca, taninos suaves e um final muito guloso.

Tem 14% de álcool e um PVP de 9,50€.